28 outubro 2014

Livro "A garota que perseguiu a lua" Sarah Addison Allen


Título: A garota que perseguiu a lua
Editora: Planeta
Páginas: 256



Romancezinho leve. Nada demais a história. Não gostei porque demora p desenrolar fazendo uma aura de mistério e sobrenatural que não se sustenta e sinceramente super desnecessário. Demora uns 7 capítulos para começar a acontecer alguma coisa. Depois fica no romance água com açúcar e só. Gosto de romances água com açúcar, são bons para relaxar, para aqueles momentos que a gente nãoquer ser muito profundo, ou que só precisamos que tudo de certo. A gente não tem que pensar nada. O que não gostei foi da tentativa de mistério, dos oh,oh, oh pra nada. Do drama bobo até para um romance água com açúcar.

Achei o nome interessante, mas na história ficou besta. Gostei mesmo foi da atração gastronômica, do envolvimento profundo de alguns personagens que são atraídos de um jeito intenso pelo cheiro das intencionais e variadas fornadas de bolos que tem a capacidade de tocar o coração.

Trechos e frases tocantes:

"Julia Winterson, a vizinha, consegue cozinhar a esperança em forma de bolos."

"E havia o cheiro — o cheiro de esperança, o tipo de cheiro que trazia as pessoas para casa."

"A janela da sala estava aberta porque Julia estava cozinhando. Conter o cheiro não fazia sentido. A mensagem tinha de sair de alguma forma."


"Os bolos tinham o poder de invocar. Ela tinha aprendido isso com ele."

"Seus colegas de adolescência sempre lembrariam de seu constrangimento e de suas mágoas. Essa era uma das grandes injustiças da vida: que você pode seguir adiante, ser realizada e feliz, mas no instante em que vê alguém do colégio,
imediatamente se torna a pessoa que era naquela época, não a que é agora."

"Nós podemos escolher aquilo que nos define."

 "A forma como vemos o mundo muda o tempo todo. Tudo depende de nosso humor."

"Ninguém jamais deve comprometer a dignidade de outro ser humano."


 "ele não queria enfrentar as consequências de seus atos.
Mas ele acabou enfrentando de qualquer forma. O destino tem um jeito de revidar."


" Soergueram-se novos bairros e shoppings, e veio a rodovia interestadual, levando embora as pessoas que guardavam a memória e trazendo as que não sabiam de nada. Eventualmente, as origens e os motivos acabaram se desgarrando, e tudo que restou foi um inconsciente coletivo, uma tradição sem memória, um sonho que todas as pessoas de Mullaby tinham, na mesma data, todos os anos."


 "A palavra letológico descreve o estado de incapacidade de lembrar a palavra que você deseja."


"Ele deu uma curta risada por estar se antecipando tanto.
Podia ser alto o suficiente para enxergar o amanhã, mas ele não olhava nessa direção há muito tempo."

"Esquecera-se o quanto era radiante. "

Nenhum comentário: